“Fake News”: os brasileiros acreditam?


Marisa von Bülow [1]

Max Stabile

A pesquisa “A Cara da Democracia no Brasil” incluiu, de forma inédita nas tradicionais pesquisas de opinião pública no Brasil, uma série de perguntas sobre notícias falsas – as chamadas “fake news”. Notícias falsas são aquelas produzidas de forma intencionalmente mentirosa (Allcott e Gentzkow 2017). Esta definição exclui rumores, fofocas, ou opiniões, focando especificamente na produção de mentiras que têm como objetivo manipular e distorcer os debates políticos, disfarçando-as de notícias. Apesar da importância crescente do fenômeno e da presença cotidiana e crescente do tema na mídia, os dados da pesquisa mostram que é apenas uma minoria de brasileiros que admite receber notícias falsas sobre política.

Esse resultado é preocupante porque, apesar de não termos dados confiáveis sobre a quantidade de notícias falsas em veiculação, sabemos que tornou-se parte do dia-a-dia do embate político.