Bolsonaro e a democracia


[Imagem: Tomaz Silva/Agência Brasil]

Carlos Ranulfo Melo*

Ao que indicam as pesquisas mais recentes, Bolsonaro estará no segundo turno e conseguirá romper a polarização estabelecida desde 1994 entre PT e PSDB. Em tentativas anteriores, Ciro Gomes (1998 e 2002) e Marina Silva (2010 e 2014) tentaram fazê-lo adotando duas estratégias distintas.